Tags

ALUNOS LEITORES: SONHO POSSÍVEL

 

1 Dados de identificação
Escola: Escola Estadual de Ensino Médio Mariz e Barros
Responsável: Prof. Marisa Teresinha Kubaszeiski

2 Contexto escolar
A Escola Estadual de Médio Mariz e Barros está inserida numa comunidade carente em todos os aspectos. Nossos alunos, em sua grande maioria, vêm de famílias desestruturadas. Muitos enfrentam os problemas das drogas de perto, visto que ao menos um de seus familiares está envolvido. São famílias desprovidas de bens materiais e afetivos.  Existe um desinteresse dos pais pelos filhos, gerando dessa forma crianças com baixa autoestima e enfrentando muitas dificuldades com relação à aprendizagem. A escola localiza-se na periferia de Porto Alegre, no bairro Mário Quintana, tendo atualmente em torno de 1800 alunos e 48 professores atuando nos turnos da manhã, tarde e noite. Atualmente a biblioteca está desativada por falta de funcionário para atendê-la. Não há nenhum projeto com relação à leitura.

3 Resumo do projeto
Esse projeto baseia-se nos fatos observados pelos professores do primeiro ao quinto ano dessa escola, com relação à aprendizagem. Tendo em vista o grande número de alunos com dificuldades na leitura, interpretação e produção textual, chegamos à conclusão que a causa dessas dificuldades está relacionado ao pouco acesso dos alunos aos mais variados gêneros literários. Acreditamos que o trabalho com a literatura infantil e infanto-juvenil contribuirá para o desenvolvimento cognitivo das crianças e para a formação de leitores. As atividades deverão suscitar nos alunos o interesse pela leitura de histórias, desenvolver habilidades de expressão escrita e oral por meio do contato diário com os mais variados gêneros textuais como: poemas, parlendas, trava-línguas, contos, crônicas, etc.

4 Objetivos
Levar o aluno a constituir-se enquanto leitor, de forma a despertar apreço e encantamento pela leitura; desenvolver habilidades de leitura e escrita.

5 Desenvolvimento
Esse projeto terá a duração de um semestre, iniciando em primeiro de agosto até o final do ano letivo.
Participarão do projeto os professores do primeiro ao quinto ano que primeiramente farão a escolha  dos livros explorando e valorizando o acervo encontrado na escola de acordo com a faixa etária e os interesses da turma.
As obras devem contemplar diferentes gêneros e autores direcionados para o público infantil e infanto-juvenil.
Faremos a criação de cantinhos, varais, caixas ou baús de leitura, podendo assim iniciar a CIRANDA DOS LIVROS: empréstimo de livros do próprio cantinho.

6 Atividades programadas
– Apresentação e abertura do projeto através de uma hora do conto com os alunos de todas as turmas;
– Contação de histórias por professores, alunos e pessoas da comunidade;
– Leitura de histórias pelos professores e pelos alunos;
– interpretações  de textos orais e escritas;
– Elaboração de listas com nomes das histórias, autores e personagens das histórias lidas;
– Realização de rodas de leitura;
– Organização de trechos de histórias trabalhadas;
– Reescritura histórias contadas e lidas;
– Ilustração de histórias lidas;
– Dramatização de histórias e textos trabalhados;
– Exibição de vídeos de histórias;
– Preenchimento de lacunas com palavras que estiverem faltando em textos trabalhados;
– Confecção de fantoches de personagens das histórias;
– Promoção de debates sobre temas trabalhados nas obras lidas;
– Elaboração de mural com frases sugestivas relacionadas às leituras;
– Gincana literária com textos diversos de parlendas, adivinhas e travalínguas;
– Leitura compartilhada de livros literários;
– Um clássico em um dia: escolher uma história para ser lida em capítulos pelos alunos (escolha e leitura prévia para o dia da apresentação);
– Recital de poemas (os participantes devem declamar poemas de sua autoria ou não);
– Brincando com poemas: criar uma série de desafios com a escrita de poemas lidos e conhecidos (completar lacunas com as palavras que estiverem faltando, entregar versos separados em pequenos pedaços de papel e pedir ao grupo que os junte para formar poesias, criar rimas, etc.);
– Criação de livros com histórias produzidas pelos alunos;
– Realização do dia da leitura e contação de histórias com exposição dos trabalhos e divulgação dos livros dos alunos para comunidade.

Anúncios